Objectivo do Blog

Sou mãe de uma menina que nasceu em Dezembro de 2009, o meu maior tesouro!
A minha filha apresenta comportamentos um pouco diferentes do comum para a idade, compatíveis com a Perturbação do Espectro Autista.

Este blog tem como objectivo a troca de informações com pais que estejam em situação semelhante.
Juntos encontraremos mais respostas pras nossas dúvidas e poderemos obter uma ideia melhor da evolução esperada para cada caso. Participem!

2 de outubro de 2012

Sim é ecolalia!

Respondeu-me a terapeuta,
- mas o que importa é que a menina também fala com intenção e muito!!!

Um exemplo:
- não faças mal à kika
ela - kika?
- ela é pequenina
ela- nina?
- queres fazer-lhe festinhas
ela - tinhas?
ela - tinhas, tinhas, tinhas (enquanto passa a mão no pelo da gatinha)
- vês, ela gosta!
ela - gotas?
- olha, vai ver se tem cocós na caixa
(corre a espreitar)
ela - mãe cocós, cocós, impa (limpa)!
- está bem vou já limpar
ela - impar?
- íii que cheiro!
ela - cheio?
- cheira muito mal
ela - muto mal!
- já vais pra cima?
ela - xima!
...
- que é que estás a comer?
ela - bíbí (kiwi)
- Queres cereais?
- ceais?
- Queres ou não?
- xim!
...
ela - mãe xica! (fica)
- queres que fique aqui à tua beira
ela - beia?
- mas eu tenho que ir fazer a papinha!
ela - xica mãe! (e abraça-me)
- está bem
ela - bisão bisão! (quer que ligue a televisão)
- e que desenhos queres ver?
ela - ninho enta caixa vedes (menino entra na caixa verde)
- queres ver os desenhos do menino que entra na caixa verde? ("The Wild" da Disney)
ela - caixa vede?
- é este (faço-me despercebida)
ela - não mãe... ete, ete
- já viste esse tantas vezes! Vamos ver outro.
ela - não outo!!!
- olha este, é tão bonito, é o do cavalo!
ela - não babálo!!!
- está bem chata
ela- chata?
...
- olha quem está alí!
ela - pimo pimo (primo)
ela - couo pimo (colo primo)
- queres colo, mas tú és muito pesada
ela - esada?
(entretanto vê o tio e vai pedi-lhe colo)
ela - couo pimo
- esse não é primo é tio
ela - tio?
ela - couo pimo
- não é primo, é tio
ela - tio?
mas volta a chamar primo...
...
- és uma feia
ela - feia?

Coloquei o sinal de interrogação no final das respostas dela porque é mesmo nesse tom que ela as pronuncia.

É difícil distinguir quando é que ela está com intenção comunicativa (ou até a testar o controle sobre a fala e vóz) ou quando está pura e simplesmente a repetir o que ouve.
A melhor maneira de ter a certeza que é ecolália é dizermos algo que supostamente seria de sancionar por parte da criança e ela não o faz.


17 comentários:

  1. é ecolália?! Não percebi bem... A terapeuta disse-te que era ecolália? O meu também faz o mesmo (repete o que nós dizemos, principalmente o final das frases) sempre pensei que era o processo normal de desenvolvimento da fala. Lembro-me da minha tia comentar comigo que a filha da vizinha (que tem menos 2 meses que o meu) com ano e 1/2, 2 anos, fazer exactamente a mesma coisa, eu pensei que era o atraso na fala pois ele só começou a falar há cerca de 3 meses... Noto alguma ecolália, mas nunca confirmei com a terapeuta, em coisas do género "antão" (então) que eu digo muito e ele repete, ou "oh! não!" que volta e meia anda a repetir quase sempre dentro do contexto.
    Bjs

    ResponderEliminar
  2. sim, a terapeuta disse-me que era ecolália, mas nem tudo, na verdade é difícil saber quando é e quando não é. A maior parte das vezes é com intenção comunicativa, como tú dizes é o processo normal de desenvolvimento da fala, mas quando digo por exemplo que ela é feia ou quando corrijo alguma situação, vejo que ela não está a "interiorizar", apesar de repetir o que lhe estou a dizer.
    A terapeuta diz que tem lá um menino que não deixa dúvidas porque, por exemplo, ela diz: bom dia - e ele responde "bom dia"
    mas se dizer - bom dia joão - ele responde "joão"

    é complicado...

    mas com mais ou menos ecolalia, o importante é que ela agora já fala pelos cotovelos e eu estou muito contente!!!

    bjs

    ResponderEliminar
  3. O que é interessante é que ela, já responde e dentro do contexto, mesmo que repetindo a farse do interlocutor.
    Habitualmente são crianças não reconhecem o Eu identificativo da própria pessoa.
    Falam sempre na segunda pessoa, ou tal com exemplo que dão pelo nome, e comunicação deve partir primeiro pelo nome e só depois a acção.
    Para que eles percebam que é com eles, pegando no exemplo do João.
    -João, bom dia ( ele vai reconhecer quase de imediato que é com ele)
    Enquanto se a frase for:-Bom dia, João.( pode já não entender que se refere a ele)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Mina
      sim felizmente ela responde sempre dentro de contexto!
      Eu sempre falei muito com ela, mesmo quando ela não me ligava, mas agora ando mais contente, ela já parece uma menina "crescida", quando vamos ao supermercado por exemplo, peço-lhe que vá buscar isto e aquilo e ela vai repetindo o nome das coisas, toda contente, e até nomeia os produtos que conhece.
      Em relação a terem dificuldades no reconhecimento do "EU" a minha também tem, ela refere-se a sí como "menina", por exemplo, em vez de dizer "eu como" diz "ninha come" mas já conseguiu utilizar uma meia dúzia de vezes "EU", "MEU" e "MINHA" direitinho :)

      Em relação ao exemplo do João... o João existe mesmo, anda lá na terapia como a minha filha, mas o menino repete mesmo coisas que não são dirigidas a ele... e vê-se que não está a tentar comunicar porque nem sequer está perto, nem a olhar a pessoa...
      :(

      beijinhos

      Eliminar
  4. A ecolália faz parte do processo de aprendizagem da fala de qualquer criança. A tua filha contextualiza por isso não tens que te preocupar de todo. O meu tinha alguma, por isso eu dizia: "Queres ir à rua?" E ele respondia "Queres ir à rua" para dizer que queria ir. Ás vezes ainda faz algumas como eu dizer: "Gostas?" e ele para dizer que sim diz: "Gostas" em tom afirmativo. Entendo que quer dizer "Gosto" e baralha-se :) Não me preocupo pois vejo que isso já só acontece muito raramente. Pelo que estou a ver ela está a falar e a responder imenso!!! E o repetir em tom de pergunta devem ser palavras que ela ainda não entende o que quer dizer e é como se tivesse a interiorizar o seu significado.

    Não vejo nada com que te tenhas de preocupar.

    Beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim Rainbow eu sei :)

      Engraçado como os nossos pequenotes seguem trajectos parecidos:
      Quando eu pergunto: "queres is lá fora" ela responde "fora!" que quer dizer que quer ir (quando não quer responde "não")
      Quando pergunto se GOSTA de alguma coisa, nunca me respondeu "SIM" responde-me sempre "GÓTAS" (quando não gosta responde "não" ou até "não gótas".

      beijinhos

      Eliminar
    2. Obrigada, Rainbow, pela explicação.
      Bjs

      Eliminar
  5. Ja leio o blog a algum tempo mas é a primeira vez que comento. Vi muitos textos que poderiam ter sido escritos por mim, e este deixou-me particularmente contente pois o meu filho nao faz nenhum tipo de conversa connosco, apenas se exprime para pedir o que quer e nao vejo o dia de o ouvir dizer mais qualquer coisa..

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não sei quantos anos tem o seu mas o meu começou à pouco tempo, tem 2 e 1/2.
      Bjs

      Eliminar
    2. olá, bem vinda a este cantinho :)
      é realmente maravilhoso ouvir a vozinha linda dos nossos piolhitos, espero que possa ter esse prazer brevemente!

      Que idade tem o seu príncipezinho?

      Eliminar
  6. A minha não tem qualquer tipo de terapia e na última semana tem comunicado muito mais( pelo menos para mim é maravilhoso porque até há pouco não lhe saia quase nada...), agora vai dizendo algumas palavras, eu sei que repete muito o que eu digo mas acho que já é um começo, agora para além de me pegar na mão para me dizer o que quer também já começa a dizer por exemplo vai há cozinha e diz mama água ou mamã pão, mama sumo,mama xixi, mama coco, o que para nós tem sido extraordinário. Esta semana disse a 1º frase em 33 meses...( estava a brincar ao truz truz com ela, eu batia na porta da sala e dizia "truz truz quem é" e ela respondia "sou eu" e o meu marido chegou e na brincadeira disse "o que se passa aqui". Ela tirando algumas palavras nunca tinha falado muito e nessa altura disse "olá papa sou, o que se passa aqui". Eu sei que ela repetiu mas ficamos admirados só pelo facto de ter saído da boca dela mais do que 2 palavras!!!....)
    Por isso essa é a minha realidade e aos poucos espero que ela vá evoluindo, e claro que espero que ela comece a ser acompanhada porque acho que vai ser uma boa ajuda.
    Ver o quanto a tua menina evoluiu é maravilhoso e fico muito contente.
    Pode ser que um dia eu te venha a dizer o mesmo da minha pequena.

    Bjinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vai de certeza Sílvia!
      Quando a minha esteve nessa fase de começar a dizer mais palavras eu incentivava-a - se fossemos à cozinha e ela apontasse alguma coisa eu dizia o nome da coisa e pedia que ela repetisse - só depois é que lhe dava.
      Lembro-me que uma vez ela queria batatas fritas e eu disse-lhe " então diz batata frita" e ela "atata xita" :)
      vá puxando por ela!

      bjs

      Eliminar
    2. Olá Helena , meu filho tem 3 anos e acredito que passa pelos mesmos problemas que a sua. Como ela esta hoje?

      Eliminar
  7. Achas que é mesmo ecolália??? Isso de repetirem é relativo o meu filho Dinis tb passou por essa fase e não tem qualquer problema...ainda hoje na escolinha da minha Maria Ines estava la uma menina que repetia td o que a educadora dizia todos eles passam por essa fase, penso eu...bjokas

    ResponderEliminar
  8. Pois Anabela, é normal as crianças repetirem quando estão a aprender a falar, daí eu dizer que é difícil perceber quando ela está a comunicar ou apenas a repetir.
    Mas ela algumas vezes repete sem intenção comunicativa, eu consigo notar e a terapeuta também notou.

    ResponderEliminar
  9. Olá Helena , tenho um filho de tres anos que começou a falar a pouco tempo e ele tambem repete tudo que agente fala, mas com o passar do tempo to percebendo que esta havendo uma melhora. Tudo que agente pede pra ele fazer ele vai lá e faz. Já abre a geladeira pega a água ou o suco e diz " quer suco pai". Quando quer ir ao banheiro fala " pode fazer xixi ou cocô pai?". No inicio eu chorei muito mas agora to começando a ficar tranquilo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cristiano, boa noite!
      Como está o seu filho hoje?
      Estou passando a mesma situação e estou desesperada...

      Eliminar