Objectivo do Blog

Sou mãe de uma menina que nasceu em Dezembro de 2009, o meu maior tesouro!
A minha filha apresenta comportamentos um pouco diferentes do comum para a idade, compatíveis com a Perturbação do Espectro Autista.

Este blog tem como objectivo a troca de informações com pais que estejam em situação semelhante.
Juntos encontraremos mais respostas pras nossas dúvidas e poderemos obter uma ideia melhor da evolução esperada para cada caso. Participem!

3 de outubro de 2012

Hiperactividade

Esta quarta feira foi o funeral do meu sogro, não tinha com quem deixar a minha filha e acabei por deixá-la ao cuidado de duas vizinhas da minha sogra (ambas na casa dos 60) que se ofereceram para tomar conta da "criancinha".
Uma delas toma conta do neto que tem 4 anos, a outra tomou conta das netas, gémeas, por isso fiquei mais ou menos descansada, afinal era só mesmo na hora do funeral...

Deixei tudo à mão, mudas de roupa, toalhitas, fraldas, chupetas, pelo, meias extra e até chupas...
...e avisei que ela não era fácil...

- vá descansada que a gente tá habituada...

Quando cheguei estavam as duas de cabelos em pé!!!
Uma mal me viu suspirou de alívio e foi embora... a outra virou-se pra mim:
- olhe que eu nunca ví semelhante na minha vida! Eu pensava co meu neto era um terror... ai Senhor!!! Eu até tenho pena de sí! Como é ca menina se arranja com isto em casa, ai que num deve ser fácil!!! A cachopa tem pilhas duracell, a Quinhas até fugiu que num aguentava mais com ela a saltar-lhe pra cima...

Pois... ela não pára! Respondi meia sem jeito... a senhora estava abismada com o "bicho"...

O meu marido só se ria...

Nós estamos tão habituados com ela que até perdemos a noção que existem crianças sossegadinhas...
(suspiro) ... deve ser tão bom...
A minha sala está sempre assustadora... mas já nem me importo... e quando quero 10 minutos de descanso tenho que a por a ver desenhos animados...



6 comentários:

  1. Olá,

    Eu bem sei o que é isso....A minha não para....(por isso é que quando a minha esteve com varicela e só queria sofá vi logo que ela estava mesmo doente!!!) A minha casa ás vezes parece um autêntico "palheiro" com as coisas que ela faz, mas eu também deixo:-P
    Tive uns problemas com o antigo infantário da minha filhota e tive de a mudar. Realmente foi óptimo e fiquei admirada com a facilidade com que ela se habituou, o que me deixa contente, mas ao fim de 3 dias a educadora veio falar comigo a perguntar se eu não queria por a Leonor a fazer uma actividade extra curricular.
    Para dizer a verdade fiquei assustada porque não estava a imaginar tal coisa, mas ela disse que tendo em conta a energia dela e o facto de ela gostar de andar empoleirada em tudo feito macaquinha sugeriram uma actividade nova que vai haver lá: GINÁSTICA ACROBÁTICA.....
    Por mais que eu tenha receio o certo é que tendo em conta a energia da pequena esta actividade tem mesmo tudo haver com ela, por isso no próximo mês vou correr o risco e experimentar.
    Vamos lá ver como corre....

    Bjinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. olá Sílvia, que pena eu não ter essa opção na escola dela! Acho que ela ia adorar porque também é uma macaquinha de primeira, a educadora diz que é a única que sobe o espaldarte mesmo até ao topo sem medo.
      A minha tem natação, ginástica e música.

      bjs

      Eliminar
  2. Obrigada pela visita ao meu cantinho :)

    Em relaçao a este assunto percebo perfeitamente, o meu tb parece que tem pilhas ligadas, até a dormir está constantemente a se mexer. Quando preciso de fazer alguma coisa tenho de recorrer ao mesmo truque.. uns videos no youtube que ele adora..e mesmo assim nao é por mt tempo!

    ResponderEliminar
  3. Bem ainda bem que não conhecem o meu....hehehehehe
    Claro que existem todos os tipos de meninos, os mais calmos, os mais brincalhões, os mais energéticos, os mais pacíficos, agora o que temos de saber mesmo é lidar com eles.
    O meu já foi "rotulado" pela medica como excitabilidade motora, algo que é muito diferente da hiperactividade, mas tudo porque não pára um segundo, porque está sempre a descobrir coisas novas porque está sempre a brincar, a falar alto, a correr e a saltar, no entanto e quando é necessário também fica quieto e sossegado. Claro que na maior parte das situações o que vemos é crianças mais calmas, mas serão os nossos assim tão diferentes?
    Se calhar nem por isso, se calhar são crianças mais enérgicas que têm outras necessidades, necessidades de mais actividades que os ajudem a canalizar essa energia. O que acontece hoje em dia é que é muito fácil dizer que é hiperactivo, mas antigamente grande parte de nós também erámos assim, a vantagem é que íamos para a rua brincar com os nossos amigos e as coisas eram atenuadas. Se sentes que a tua filhota tem muita energia, tenta colocá-la a fazer uma actividade que ela goste, dança, ginástica é algo que os miúdos acabam por gostar. De resto é continuarmos a ter a paciência que os pais e mães devem ter.....eu sei que nem sempre é fácil, mas tudo se consegue se os conseguirmos gerir bem. Beijinhos e sinceramente ainda bem que ela é assim, o que pensarias se tivesses uma criança que não brincasse com ninguém, que não pulasse, que não fizesse barulho a brincar?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Claudia
      ela não é fácil e os que a conhecem já começam a evitá-la porque ela os leva à exaustão - por exemplo: um tio lembra-se pegar nela às cavalitas e dar uma corrida, quando a quer por no chão está o caldo entornado... não adianta dizer que está cansado, que ela é pesada...nada! Quando ela gosta de alguma coisa quer repeti-la até à exaustão e se a pessoa não fáz ela é pior que uma lapa, sempre a puxar a pessoa e a berrar feita doida! Chega ao ponto de se agarrar às pernas da pessoa e ir de rastos...
      E o problema é que ela não gosta de actividades "paradas" tipo fazer desenhos, pintar, plasticinas, ver livros de histórias... só gosta de coisas malucas e com muita adrenalina...
      Põe todos com a língua de fora e é muito tola a brincar, muitas vezes magoa as pessoas e tudo!
      Em relação a brincar na rua, quem me dera que ela fizesse isso, eu tenho uma vivenda e moro numa aldeia onde todos se conhecem, mas a minha filha odeia sair de casa!

      Eliminar
  4. ah ah ah, o que eu me ri com este post pois não podia deixar de fazer a ponte e imaginar essas duas senhoras com as minhas filhas :)
    Entendo-te perfeitamente e só posso dizer que admiro a coragem de teres confiado a menina a essas senhoras - não pelas senhoras, coitadas, que até tomam conta dos netos, mas pelas características da tua menina... As minhas são tão elétricas que eu não tenho coragem de pedir a ninguém extra família (e não pode ser qualquer pessoas, ainda assim), porque sei que elas são um enorme fardo para quem toma conta delas... Parece mau disto assim mas é a verdade. A minha mãe fica de rastos quando fica com elas e tem apenas 56 anos. Que seria de uma vizinha mais velha ou que não está habituada a crianças assim?
    Olha, é nós tentarmos acompanhar esse speed e pronto!

    ResponderEliminar