Objectivo do Blog

Sou mãe de uma menina que nasceu em Dezembro de 2009, o meu maior tesouro!
A minha filha apresenta comportamentos um pouco diferentes do comum para a idade, compatíveis com a Perturbação do Espectro Autista.

Este blog tem como objectivo a troca de informações com pais que estejam em situação semelhante.
Juntos encontraremos mais respostas pras nossas dúvidas e poderemos obter uma ideia melhor da evolução esperada para cada caso. Participem!

16 de abril de 2012

Os angiomas/hemangiomas da piolha

A minha filha nasceu com vários angiomas/hemangiomas na cabeça e face (as vulgarmente chamadas "marcas de nascença").

É bem "pintadinha" como podem ver, tem nos dois sobrolhos, na testa faz um V que se prolonga até ao couro cabeludo, na parte superior do lábio, no dorso do nariz, na nuca e uma cor de vinho do porto atrás no pescoço, foi uma sorte a de cor de vinho do porto não ser na face, porque estas podem nunca desaparecer, felizmente no sítio que está, o cabelo cobre!
As outras em princípio com o passar do tempo vão desaparecer.

CLIQUEM na foto para ampliar!


Agora os hemangiomas já se notam muito menos, principalmente se ela estiver "em repouso", no entanto se ela fizer esforço ou chorar eles tornam-se logo mais visíveis.


Quando fui à consulta de neurologia (por suspeita de epilepsia) a doutora reparou nas manchas (ela tinha andado a correr e estava cheia de calor por isso estavam mais visíveis) e comentou que algumas já deviam ter desaparecido, quando eu lhe mostrei as escondidas, especialmente a de vinho do porto, ela disse-me logo que era melhor fazer uma Ressonância Magnética para descartar possíveis complicações neurológicas.

Desconhecia que o facto dela ter vários pode ser perigoso, (mais uma preocupação...) tinham-me dito que as manchas não tinham importância e iam desaparecer.

Ainda bem que ela vai fazer a ressonância, infelizmente parece que tem que ser feita com anestesia geral, este facto está a deixar-me super ansiosa... (ouvi uma técnica de saúde a comentar que a anestesia não faz nada bem a um cérebro em desenvolvimento...) mas tem que ser... pelo menos fico descansada!

É no próximo dia 8 de Maio, às 9.30h no H.S.João.

E afinal, o que são os angiomas?
Os Angiomas são tumores vasculares benignos. É o tumor benigno mais comum nas crianças. As meninas são cinco vezes mais afectadas que os meninos e 80% ocorrem na face, cabeça e pescoço. Em alguns casos, os angiomas podem ser ameaçadores da vida da criança ou impedir alguma função importante (visão, respiração, audição, alimentação). Em casos de angiomas muito grandes, podem levar a um sequestro de sangue e causar problemas circulatórios e/ou na coagulação. Se a criança tiver múltiplos angiomas (6-7) ou um muito grande deve pesquisar-se angiomas internos. 
Ler mais aqui

3 comentários:

  1. Espero que corra tudo bem...Quanto à anestesia geral também tinha esse medo quando o meu foi operado às amigdalas... Mas não me parece que tenha tido qualquer sequela. Os problemas ele já tinha antes e pelo contrário tem vindo sempre a evoluir. Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. O meu marido também tem um enorme angioma no pescoço. No Verão, quando faz um calor absurdamente excessivo, ele tem a tendência para desenvolver umas borbulhas que vão enchendo mas felizmente nunca chegaram a rebentar. Fomos a uma consulta com uma dermatologista e ela sossegou-nos e disse-nos que o pior que pode acontecer é a hemorragia ser um pouco maior do que em áreas do corpo se o angioma. Falou-nos também que há a possibilidade de ele o poder retirar através de cirurgia local mas não avançámos com isso.
    Sempre conheci o meu marido com o angioma - que deixou de ter as tais borbulhas - e, quando engravidei, a parva da sogra colocou o medo que se transmitisse às piolhas mas elas apenas têm uma mancha de nascimento rosada na nuca e tinham a mancha mongólica que está cada vez mais ténue. E fiquei a saber que os angiomas não se herdam...
    Os da tua piolha parecem estar a passar à medida que vai crescendo. E ela é lindíssima!!! Apesar de tudo, que saudades das minhas assim, com os dentitos a despontar :)

    beijos grandes

    ResponderEliminar
  3. Olá, Helena,
    Agora que pude ver as manchinhas da sua filha, é mais fácil dizer algo. É claro, que foi melhor fazer a ressonância e saber que está tudo bem, mas estas manchas vão desaparecer, com certeza. São benignas. Levam tempo, mas somem.

    Li seus textos e tomei conhecimento de sua angústia e sua luta com a possibilidade de diagnóstico de espectro autista na pequena. Tenho 6 pacientes com este transtorno e sei muito bem as dificuldades que se apresentam nesta situação. Mas, posso dizer que todos eles têm uma grande sorte: têm mães que não negaram o problema e enfrentam-no com coragem, o que traz às crianças perspectivas muito melhores de desenvolvimento psíquico. Uma destas mães fundou um grupo que se reúne regularmente para discutir o assunto, sendo sempre convidados profissionais ligados ao assunto. Caso lhe interesse, posso fazer uma ponte entre vocês. Pode ser bom para ambas...

    um beijo,

    Dra. Ivani

    ResponderEliminar