Objectivo do Blog

Sou mãe de uma menina que nasceu em Dezembro de 2009, o meu maior tesouro!
A minha filha apresenta comportamentos um pouco diferentes do comum para a idade, compatíveis com a Perturbação do Espectro Autista.

Este blog tem como objectivo a troca de informações com pais que estejam em situação semelhante.
Juntos encontraremos mais respostas pras nossas dúvidas e poderemos obter uma ideia melhor da evolução esperada para cada caso. Participem!

17 de abril de 2012

A minha princesa com 28 meses

Continua a não olhar quando é chamada
Continua a parecer surda quando falam com ela
Continua a não ligar aos amiguinhos e às pessoas
Continua a ter pouco interesse em partilhar objectos e actividades
Continua a não se esforçar por comunicar 
Continua a brincar dum modo peculiar e a ter dificuldades no faz-de-conta.
Continua difícil dar beijos, dizer xau ou acenar...
Continua a andar em bicos de pés

Apesar de tudo, comigo e com o pai, os progressos não páram, já conseguimos que nos ouça e responda mais vezes. Começou a procurar miminho, às vezes chega-se e diz mesmo “mimim”,
Já fala por iniciativa própria -  chega, por exemplo, ao pé da porta e diz “porta”, vê uma maça e diz “açá”, vê um pássaro e diz “piu-piu”, parece-me no entanto que a maior parte das vezes está a falar para ela própria (como se estivesse a ouvir-se).
Estes dias ouço-a a dizer “beijo, beijo”, vou ver e estava a dar beijos à mesinha de cabeceira, não é normal... “ui estás a dar beijos aí???” ela olha para mim e continua “beijo, beijo” e chuac chuac  na mesinha... em mim não dá ela...
Já diz muitas palavras novas e ao contrário do que se passava (ter que lhas arrancar à força) ela agora ouve-me falar e repete uma ou outra palavra.
Algumas palavras novas:  bolacha “olacha”, acabou “abou”, porta, chuva, bola, saia, meia, pé, luz, Eva, pau, mau, piu-piu, pelo, primo, beijo, pumba, tau-tau, boca, calça, etc
Já chama pela nossa cadela Luna “una” e pelos gatos Koda “Koa” e Mia.
Já consigo que imite um cão, um gato, um passarinho, uma galinha, uma ovelha e já faz de conta que está a cozinhar num fogão de brincar.
Reconhece pessoas em fotografias e reconhece-se a ela própria.
Está muito menos agressiva quando é contrariada.
Raramente a oiço fazer o som  “hummmmmm” “hummmmmm”
Fora de casa é mais complicado principalmente se estiver rodeada de coisas novas e estimulantes, fica tão eléctrica que é quase impossível captar a atenção dela, não ouve, não olha, não obedece, não responde, não teme, não pára... de jeito nenhum!!!
Com outras pessoas é pra esquecer, não dá tempo sequer de ouvir o que a pessoa tem pra lhe dizer...

1 comentário:

  1. O meu era igualzinho :) Hoje com 4 está muito melhor, super interactivo connosco apesar de ainda termos desafios pela frente. Eles mudam muito e acredite que essa pequenita vai surpreendê-la. Só que têm um ritmo muito diferente dos outros meninos. E uma coisa que entendi é que temos que aceitar que a evolução dos nossos meninos vai levar um pouco mais de tempo que os outros.

    Mas vai lá chegar.

    Beijinhos

    ResponderEliminar