Objectivo do Blog

Sou mãe de uma menina que nasceu em Dezembro de 2009, o meu maior tesouro!
A minha filha apresenta comportamentos um pouco diferentes do comum para a idade, compatíveis com a Perturbação do Espectro Autista.

Este blog tem como objectivo a troca de informações com pais que estejam em situação semelhante.
Juntos encontraremos mais respostas pras nossas dúvidas e poderemos obter uma ideia melhor da evolução esperada para cada caso. Participem!

15 de novembro de 2012

Tanta emoção!

A piolha passou de 8 para 80!!!

Ainda me lembro de escrever no blog da Rainbow Mum, emocionada, que não via a hora da minha filha me olhar, me dar um beijo, me abraçar (isto aos 27meses)...

Agora passa a vida a dizer “mãe xí apetado, xí apetado” e agarra-se a mim como uma lapa enquanto diz um prolongado Xíiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii
Na cama agarra-se a mim e aperta-me com força toda contente e dá-me a cara para lhe dar montes de beijos.
Se vir algum amiguinho a chorar vai dar-lhe um beijinho (também faz isso a um criança que não conheça de lado nenhum).

Está muito sentimental, então com os desenhos animados é um exagero mesmo – já tive que desligar o DVD a meio de dois filmes (Horton e o Mundo dos Quem e o Spirit) porque ela chorava tanto que até tremia. No infantário também já tiveram que trocar o mesmo filme (Spirit) tal era o pranto – até me vieram contar que nunca a tinham visto assim... os meninos coitados ficaram desgostosos.

Ontem quando a fui buscar, ela vinha com um livro na mão, chegou ao pé de mim e disse “xico uico bisão”, o livro tinha a historinha do Chicken little e ela estava a dizer-me que queria vê-lo na televisão (tenho o DVD).

Mal saiu do carro começou logo “xico uico bisão” a repetir, a repetir, e eu a dizer “está bem calma”... é uma coisa um bocado irritante, ela não se cala até lhe fazermos a vontade!

Lá meti o DVD, passado um bocado lá começa ela “hó não, xico uico tá tiste...” e começa a fazer beicinha... “hó Tatiana calma, tu já sabes que vai ficar tudo bem não é!!!”...

Passado mais um bocado “mãe... xico uico tá tiste... xico uico tá tiste...”depois noutra cena agarra-se a mim... "mãe, poco tá peso, hó não... poco tá peso”... (o porco tá preso)

Agora quando tenho um filme novo tenho que o ver antes, para me certificar que não tem cenas tristes e mesmo assim... no último Madagáscar não vi nada de mais, e ela fez um pranto enorme quando o Melman ia cair ao Vulcão...

É que nem é preciso haverem falas, ela reconhece perfeitamente as expressões faciais dos personagens.

Nas cenas de maior suspense também é muito engraçada - esconde-se atrás das minhas pernas e fica a espreitar de lá para a televisão, ou então, quando é um filme que já sabe de cor e salteado, na cena assustadora tapa a cara com as mãos e fica a espreitar pelas aberturas dos dedos. É só visto!!!

As Técnicas de intervenção precoce acharam isso muito interessante e até perguntaram se eu já tinha referido esse pormenor à médica que a segue, porque nas PEA há muita dificuldade em expressar sentimentos e principalmente em reconhece-los nos outros.

Mais um bom sinal ;)




10 comentários:

  1. Olá,

    Eu acho fantástico ela estar a ter essas atitudes porque não é mesmo normal numa criança com PEA, mas ainda bem que mesmo sendo com as cenas tristes ela estar a ter essa capacidade.
    Muito bom mesmo.

    Bjinhos e que esta fase seja para continuar, só coisas positivas:-)

    ResponderEliminar
  2. Opa,bom dia,Sou da equipe detive-particular.com Olha eu aqui denovo,blog muito bom,sempre que dá passo por aqui,continua postando ai,quero ver isso aqui cada vez melhor,alguem ai sabe desse site http://www.rastreadorgps.org/ ? to querendo saber se é bom,dizem que rastrea carro,moto,pessoas até...alguem ja ouvir falar?abraços,bom trabalho ai com o blog que ta fera!

    ResponderEliminar
  3. Continuo a ter algumas reservas no diagnóstico... há crianças que dão saltos espantosos aos 3 anos!!! Parece-me tratar-se de uma criança muito sentimental e não é de forma alguma caraterístico da PEA...hum...hum...mas se for será muito... muito ligeiro e com o tempo mal se detetará... isto na minha humilde opinião... de qualquer maneira são exelentes notícias!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois é isso que eu quero mmmmmmmmmuito, que com o tempo ela supere as dificuldades e seja uma menina como tantas outras.
      Neste momento estou empenhada em estimular o faz-de-conta, é que os brinquedos para ela ainda são apenas uma arma de arremesso para atirar pelas escadas abaixo, ou pró outro lado do muro, ou para meter dentro duma caixa qualquer, e também a ensinar as cores, mas está difícil porque umas vezes parece que as sabe, outras não acerta uma - parece que tem duas cabecinhas dentro daquela cabecinha lol
      Sabe Célia, nestes últimos dias ando a matutar na questão das ausências, se a minha filha realmente tiver ausências isso pode ser a explicação para muita coisa - nomeadamente a questão de eu (e outros) a chamar ou fazer-lhe perguntas e ela não ligar. Ainda ontem por exemplo, disse-lhe "vamos comprar "xixa"?" e ela não teve reação, repeti 1,2,3 vezes e ela nada, à 4ª olha pra mim e diz "XIXA" toda contente - ela adora ir ao talho porque o senhor dá-lhe tremoços. Agora pergunto, porque não me respondeu à primeira? Hoje de manhã no carro pediu-me água, eu fui à mochila buscar e estendi-lhe a mão com a garrafa, "pega" e ela a olhar prá janela, "olha a água Tatiana"... nada "Tatiana queres a água ou não?!" nada... até que liguei o carro e segui, mal chegou ao infantário pediu a água outra vez e bebeu!
      Será que nessas alturas ela não está a ouvir???
      Será que está constantemente a "apagar" e por isso não recebe bem as mensagens???
      Porque é que o electroencefalograma e ressonância não acusaram nada???
      Bolas...

      Eliminar
    2. Pois não sei... pode não ter nada a ver com epilepsia... será que tem algo a ver com défice de atenção? ou simplesmente com a distração em si? Eu chamo a isso audição seletiva.Sabe, a minha pequenita tem esse tipo de reação muitas vezes, pergunto-lhe algo e ela não responde, parece que anda no mundo da lua!! Depois apercebo-me que a maioria das vezes não está é para me aturar! Quando lhe pergunto porque é que não me responde, diz-me: "mamã, agora não me chateies não vês como estou ocupada?". Pois, agora que já se consegue expressar com alguma coreção já consigo entender isso, mas antes, há coisa de meio ano (que pouco falava) não entendi porque é que ela "fingia" que não estava:) Talvez a Tatiana quando começar a expressar-se melhor lhe há-de dizer "para que é que me estás a aborrecer?". Lá chegará o dia...

      Eliminar
  4. Pois eu não dizia? ehehehe... Parece que adivinho :) Essa pequenota só pode fazer uma evolução boa. Lembro-me que por exemplo no caso do meu uma das coisas que a terapeuta da fala me dizia e continua a dizer é: "Olhe, para mim ele não tem autismo. A capacidade dele de reconhecer emoções e ler as expressões faciais nunca vi numa criança autista". Agora isto depende da interpretação de autismo de cada um, se tem uma visão de espectro alargado ou não... E sinceramente cada vez me interessa menos saber se é do espectro do autismo ou não o que ele tem...Interessa é que ultrapasse as dificuldades.

    O meu também é parecido a ver os filmes. Mas não é de ficar triste (isso é mais coisa de meninas...ehehe) mas sim assustado. É de rir à gargalhada quando vê uma coisa mais assustadora lá se esconde ele atrás do sofá ou corre escada acima. Mas também reconhece muito bem as expressões e emoções.

    Só pode correr bem, certo?

    Beijinhos






    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Rainbow minha amiga, como é que eu deixei escapar esse detalhe!
      a minha quando se assusta esconde-se atrás das minhas pernas e fica a espreitar de lá para a televisão, ou então, quando é um filme que já sabe de cor e salteado, na cena assustadora tapa a cara com as mãos e fica a espreitar pelas aberturas dos dedos. É só visto!!!
      Tenho mesmo que acrescentar isto ao texto para que fique no ponto!

      Eliminar
    2. Olá,

      Eu não me deixo levar pelo negativismo e um dia a minha irá evoluir nesse sentido, mas de momento isso não acontece, a ela não lhe faz diferença se alguém chora ou se está triste, mas sabe quando nos chateamos com ela e estamos zangados. Mas não é algo que eu note que ela dá muito valor, pois nem tem noção do perigo e nem se assusta com nada.
      Mas tem outras coisas positivas por exemplo é extremamente meiga, adora beijos e abraços e neste momento está com um óptimo jogo simbólico, adora as cozinhas de brincar e as louças e passeia os "bebes"( são os bonecos) no carrinho de passear de brincar e põe-nos a dormir e dá-lhes de comer. Por isso dou tempo ao tempo porque a minha pequenina tem-me surpreendido. Ainda esta semana já ganhou mais alguma autonomia, quer comer vai ao frigorífico buscar o que quer sozinha( coloquei a fruta e o pão nas últimas prateleiras e o sumo também no fim de modo a que ela possa pegar) e depois vem mostrar, vem pedir para fazer xixi porque ela sozinha ainda não consegue se por na sanita mas depois é ela que põe água a baixo e vai ao lavatório sozinha lavar as mãos e há toalha secar. Isto é muito recente mas já deu para eu ficar super animada.
      Nestes 6meses após ter recebido a noticia da PEA da pequena ela já tem evoluído imenso por isso sei que demore o tempo que demorar ela vai conseguir. Neste momento os principais pontos fracos parecem ser a socialização( está a mudar mas mesmo assim ainda não interage muito com as outras crianças) e a linguagem comunicação( a linguagem é muito reduzida e por norma ela tem a tendência de pegar na mão e mostrar o que quer), claro que está a melhorar porque temos insistido mais para ela dizer as coisas mas não vai ser de uma hora para a outra. Mas no geral estou muito orgulhosa dela porque já está muito diferente e ainda não está a ser bem acompanhada( apenas tem uma psicóloga 1xpor semana por 45min), veremos quando ela for há 1ª consulta de desenvolvimento no hospital como as coisas se irão desenrolar.

      Bjinhos e tudo de bom

      Eliminar
  5. Fantástico, isso é uma delícia e que bem que sabem os seus abracinhos.
    Boa, sempre a evoluir, sempre a crescer.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  6. Olha que tambem já me disseram isso a uns tempos atras, que o meu expressa as emoçoes e as crianças com PEA tem dificuldade, é daquelas coisas que ficamos a pensar.. sera?

    "Mal saiu do carro começou logo “xico uico bisão” a repetir, a repetir, e eu a dizer “está bem calma”... é uma coisa um bocado irritante, ela não se cala até lhe fazermos a vontade!" Olha como te compreendo, o meu se não é como ele quer está sempre a pedir e choraminga até fazermos a vontade, tem vezes que é stressante :/

    ResponderEliminar