Objectivo do Blog

Sou mãe de uma menina que nasceu em Dezembro de 2009, o meu maior tesouro!
A minha filha apresenta comportamentos um pouco diferentes do comum para a idade, compatíveis com a Perturbação do Espectro Autista.

Este blog tem como objectivo a troca de informações com pais que estejam em situação semelhante.
Juntos encontraremos mais respostas pras nossas dúvidas e poderemos obter uma ideia melhor da evolução esperada para cada caso. Participem!

7 de janeiro de 2014

Nem sei que lhe diga mãe!

Ontem fomos à consulta de Pedopsiquiatria, a Tatiana entrou, disse bom dia à doutora, mostrou-lhe uns bonequinhos que lhe tinham oferecido no espaço das brincadeiras que tem lá no H. S. João:
ela - Olhe pra isto, o cão tem muitas pernas!
ela - e só tem um olho!
ela - isto é para voar (vrrruuuuum vrrrruuummmmm)

quase não nos deixava falar :)

Depois mostrou um desenho que tinha feito, respondeu, super bem disposta, a olhar nos olhos... a sorrir... super tagarela...

Conversamos... e a certa altura a Doutora diz-me:

- É que não sei que lhe diga...
- Já não vejo nada de Autismo nela!!!

mãe - eu também já não vejo nada daquilo que via!

- O que é que lhe fez??? Não me diga que tentou aquelas dietas... ou...

mãe - não, não fiz nada... só muita estimulação e tirei-a de casa sempre que pude.
Sabe doutora, a evolução notou-se desde que ela começou a dormir melhor, ela já dorme sozinha e a noite toda, mas colocamos um U dentro da cama para ela ficar lá encaixada, ela tem que sentir limites...

- É impressionante! As dificuldades que ela tinha e como está agora... este é um caso para pôr na internet...
- Olhe... não sei que lhe diga!


Pois...


Já analisaram bem a nossa história???
Viram os comportamentos que a minha filha tinha???
Mas afinal o que se passou??? Não era Autismo??? Ou afinal Autismo é recuperável???

Não sei...
Só sei que ela está ótima!!! Falta pouco para estar ao nível dos coleguinhas!


10 comentários:

  1. Que maravilha! Muitos, muitos parabéns! Estão, sem dúvida, no bom caminho!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Ana Paula,
      Li a sua mensagem, vai ver que as coisas vão começar a mudar (pra melhor claro está)
      vá dando notícias
      bjs

      Eliminar
  2. Também quero um milagre desses...
    Muitos Parabéns pela evolução da Tatiana, imagino a Felicidade que estás a sentir...tudo de bom para vocês...beijinhos

    P.S. O que essa coisa que falas o " U "

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem imaginas Anabela!!!
      Sabes agora estou na cozinha e ela está na sala e fala fala fala(coisas que se percebem), porque isto e porque aquilo e brinca ao faz de conta com os bonecos (agora faz muito isso), vem-me mostrar coisas, sabe tão bem!!!

      Olha o U é um rolo gigante (peguei num lençol e pedi à minha mãe para fazer uma fronha gigante com ele percebes, e depois enrolei dois edredons e meti-os lá dentro, depois coloco em cima da cama a fazer um U e cubro com os cobertores- assim ao entrar na cama dela (que é de casal) ela entra dentro desse U e fica lá muito encaixadinha). Nunca mais "navegou" pela cama fora como antes acontecia, nem se descobre e fica ao frio.
      Ela dorme com os pés enfincados no fundo e encostadinha ao rolo.
      Antes corria a cama toda, e, ou ficava presa lá no fundo, ou encostadinha à cabeceira ao frio :(
      Por isso um de nós dormia com ela, normalmente eu, passava a noite a puxa-la pra cima e a "ajeitá-la", acabava por dormir mal eu e interferia com o sono dela porque estar sempre a mexer-lhe... agora isso acabou e raras são as noites que ela acorda (antes acordava 5-6-7 vezes numa noite).

      bjs

      Eliminar
  3. Que boas notícias, fico muito feliz por vocês. Gostei da pergunta da médica por causa das dietas.

    ResponderEliminar
  4. Que excelentes notícias! Parabéns pela boa notícia, pelo desenvolvimento e progressão da piolha e pelo vosso empenho e acompanhamento! Fico muito feliz por todos vós!
    Eu já perdi a esperança de ter algo desse género numa consulta... :( Ainda hoje houve uma das piolhas teve uma crise, alguns comportamentos disruptivos estão num vai-e-vem e ainda há, além da questão da linguagem, o comportamento ainda está inferior à idade real. Mas melhores dias virão.

    Boa continuação, mais boas notícias e beijos para todos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada :)
      a única coisa que sobressai é a expressão (tem dificuldade em deitar as ideias pra fora) e a fala (ainda é "bebézada") mas tudo o resto desapareceu, ela brinca com os amiguinhos, não fica obcecada com coisas que antes ficava, não tem estereotipias, olha nos olhos, faz brincadeiras malandrecas a desafiar, aceita as mudanças, gosta de conhecer coisas novas e o comportamento então, melhorou imenso. Quando saímos porta-se como uma menina crescida :) como ela diz que é lol

      Eliminar
  5. Olá Helena! Já por cá não venho há algum tempo e decidi deixar agora um comentário. Não fiquei surpreendida com todas estas evoluções, até porque eu já tinha referido que me parecia um diagnóstico dúbio... eu sabia por experiência da minha filha que, foi aos 3 anos, que notei uma evolução tremenda a nível de tudo! Apesar de ser uma criança sem qualquer indicação de problemas, achava estranho quase não falar, ter poucas interações, parecer por vezes um bichinho do mato... e, de repente, ouve uma explosão de linguagem e hoje, que já tem 4 anos, é um autêntico papagaio, interage imenso, adora passear, brincar... as birras já quase não acontecem...
    Por tudo isto, fico muito contente por toda esta evolução e pela que ainda está para vir! Com comportamentos diferentes ou não, com autismo ou não, o mais importante é a nossa dedicação, o nosso amor incondiocional! Fazemos o melhor que podemos e sabemos!!! Beijinhos

    ResponderEliminar
  6. Olá.... fico tão feliz por vocês... essa menina é fantástica sempre te disse... Parabéns e siga a evolução.
    Beijinhos

    ResponderEliminar